quarta-feira, 30 de março de 2011

FIM DA DESFIGURAÇÃO HUMANA XI

Guardem bem esta imagem. Em poucos dias ninguém lembrará mais o que fez essa moça. Alguns lembrarão do seu rosto sem saber de onde a conhecem. Foi assim que a Globo encerrou, nesta terça, mais um "seriado" de bizarrices, de depreciações do ser humano, de desfiguração do certo e do errado, da mistura proposital das piores características que uma pessoa pode ter. Nós do BF sentimos pena de Pedro Bial quando, em momentos de quase devaneio cerebral, se referia aos participantes do BBB 11, e de todos os outros dez, como heróis, vencedores, destemidos e por outros tantos conceitos que qualquer indivíduo de bom senso dispensaria quando comparado aos "brothers". A qualificação do que é um ser humano passou pelas piores e mais degradantes situações que o programa proporcionou. Sabemos que nossa opinião é coincidente com a de muitos brasileiros, porém não poderíamos nos abster de publicá-la. No decorrer desses 11 anos de reality show vimos alguns raros momentos de lucidez e inteligência passarem pelas câmeras, mas podemos afirmar que praticamente toda vitrine exposta foi de cérebros atrelados a biceps e triceps, a indumentárias eróticas, a revelações pornográficas, a exposições do corpo. Que os milhões de brasileiros telespectadores desse formato televisivo esqueçam as misérias e as faltas de virtudes demonstradas nesses 3 meses de veiculação do BBB. Que esqueçam dele com a mesma rapidez que esquecemos dos seus participantes, os quais não oferecem um mínimo de ação virtuosa que pudesse servir de incentivo a qualquer telespectador. Olhem para a foto e lembrem-se que esse 1,5 milhão conquistado não faz parte da realidade do nosso povo. Se houvesse na tv, uma escala de degradação do homem, em forma de programa, o BBB poderia ser considerado o fundo do poço.

3 comentários:

Minhas letras... disse...

Excelente comentário!!! Um questionamento que ronda minha cabeça sempre que vejo algo relacionado a esse programa é: o que leva um ser humano a assistir aquele espetáculo de horrores. É ridículo e chega a ser inacreditável o que certas pessoas são capazes de fazer para aparecer na mídia. E mais ridículo ainda é o posicionamento de Pedro Bial a respeito de tudo isso. Deixo aqui meu registro de repúdio aquele pseudo programa

Hebert disse...

O BBB é bestial; insultuoso e desnecessário...

Anônimo disse...

Televisão é uma mídia de conteúdo superficial mesmo! Quer algo mais profundo? Leia um livro, matricule-se em Zarinha!