sexta-feira, 29 de julho de 2011

PROFESSOR DA UFPB PODE VIRAR PROCURADOR-GERAL DA PARAÍBA

Pelo menos no portal PBAgora que simplesmente, desinteressadamente e displicentemente, pela manchete acima, trocou o nome de um dos eleitos para lista tríplice para o cargo de Procurador-geral de Justiça do Estado o promotor Bertran Asfora por Bertran Lira. Este último é professor universitário e muito conhecido, na sociedade, pela organização do bloco Cafuçú. Agora imagine o nosso leitor Bertran Lira no Ministério Público da Paraíba? Poderia muito bem criar uma ala para sair no bloco Cafuçú. Seria uma boa oportunidade para integrar um poder público com a população. Por essa ninguém esperava. Muito menos nós do BF. Outro errinho, infelizmente normal, é a conjugação do verbo "compor" que foi escrito no singular. O correto seria: Oswaldo, Bertran Asfora e Nelson Lemos compõem lista tríplice. Alguém do PBAgora, "PELAMORDEDEUS", solicite a intercessão do Santo protetor da Gramática em nosso estado o São Francelino e que ele venha acompanhado da Beata Zarinha pra benzer todos no PBAgora. Solicitamos também que a direção do portal pague uma consulta no oftalmologista pra ver se evitam erros grosseiros como esses capturados por nós. Estamos de olho!!!

***ABAIXO PÉROLAS E REGRAS GRAMATICAIS PARA NOSSOS COLEGAS.

PÉROLAS E REGRAS

Já está virando tradição, brincadeirinha, a postagem de toda sexta com o título de Pérolas da Semana. Muita gente acessa o blog só pra brincar com os frequentadores que vivem fornecendo material de primeira pra gente. Mas antes de fazer o relato das escorregadas dos nossos colegas, precisamos fazer mais uma vez um esclarecimento a respeito de uma regrinha básica e obrigatória para o saber falar, pelo menos, relativamente bem. Ficamos sem palavras quando, ontem, nossos colegas Fabiano Faltando Gomes e Wellington Serraria Farias fizeram referência ao Bucho Furado no momento em que Fabiano levantou a dúvida sobre o uso dos pronomes "mim" e "eu". Como já dissemos, antes, não somos os baluartes da Língua Portuguesa e nossa intenção é de colaborar para melhorar nosso meio. Vamos à regrinha.

O pronome oblíquo "mim" não pode anteceder o verbo no infinitivo. Verbo no infinitivo é a forma do verbo no seu sentido mais geral. É o a forma 'bruta' do verbo; sem conjugação. Ex: errar, assumir, estudar, aprender, corrigir, escorregar, cair (no BF).
O pronome do caso reto "eu" vive em perfeita harmonia com o verbo no infinitivo.
Exemplo de orações escritas corretamente: Estudar é bom pra mim. Se eu escorregar o BF não vai perdoar.
Exemplo de orações escritas erradamente: Pra mim ler. É bom pra mim aprender. Isso é pra eu?
Esperamos ter contribuído com o aprendizado de todos os nossos colegas de profissão. Abaixo algumas escorregadas desta semana. Só pra descontrair.

- Vítima de má companhias - Fabiano FãdoBF Gomes
- Como se quem brinca de peteca - Fabiano Enroloutudo Gomes
- País da putaria - Fabiano Exagerou Gomes
- Dois bandido tabaca - Fabiano Extrapolou Gomes
- A maconha que estavam empacotadas - Marco EnganouaTambaú Águia
- Nós se encontramos no corredor - Marco DeuumtoconaTambaú Águia
- Não tem resfúgios, resfúgios - Marco Inventando Águia
- Gravou tudo com há menina - Emerson Assustacriança Machado
- Tem uma gravação do monstro com há garota - Emerson Hajadente Machado
- Os bandidos entraram atirando com intenção de matar alguém - Emerson Inventa Machado
- Que nem coceira de coelho - Fernanda Matraca Albuquerque
- A soledariedade do povo - Fábio Joãograndão Araújo
- Piores aeropôrtos (acento nosso) do Brasil - Rachel Sbetista Shererazade
- Amy Winause - Celso Fritas Freitas

A todos citados acima, uma penitência de um mês na reza de São Francelino com muitas horas, diárias, de ditado (quem lembra?) e dever de casa com a gramática ao lado. As preces deste santo são infalíveis para sobreviver decentemente no mundo da comunicação. Estamos de olho!!!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

NOSSA BANDEIRA. NOSSA REPRESENTAÇÃO

Pedimos ao nosso leitor que faça uma rápida análise das bandeiras que estão acima. Qual a de cores mais pesadas? Qual provoca mal-estar? Qual a que deprime pelas cores e pela legenda? Agora olhe novamente e pense qual bandeira mais representa o estado da Paraíba? Qual a que é mais agradável de se ver? Qual estimula mais nossos sentidos patrióticos? Sabendo de antemão que podemos provocar debate, esclarecemos logo de início que não existe nenhum registro histórico quando à veracidade do “Nego” que teria sido dita pelo então presidente da Paraíba em 1929, João Pessoa. Ou seja, ele nunca teve tal posicionamento. Na bandeira atual (esquerda) só temos referências de negatividade: o inexistente Nego, a cor preta - luto e a cor vermelha – sangue. Na bandeira que foi substituida (direita) temos as cor, vida, representação. Quando fizeram a troca da bandeira após a morte de João Pessoa tudo foi fruto de comoção popular forjada pelos partidários do presidente morto e nada mais. Pelas representações do verde, do branco, do amarelo e não por símbolos depreciativos impostos pela força, é que nos unimos pelo retorno da bandeira anterior e inclusive pela volta do nome da nossa capital para Paraíba também. A partir de hoje este blog se une à campanha Parahyba Nossa Bandeira é a Cultura cujo vídeo pode ser visto no youtube com Luis Carlos Vasconcelos. A bandeira de um povo não deve representar sangue e ódio e sim uma história de orgulho e dignidade. Para assistir ao vídeo clique aqui.

EFEITOS COLATERAIS DE UMA CONTENÇÃO

Após várias medidas de contenção de despesas, no sistema Gregoriano, e depois de termos postado todos esses passos de política de incentivo interno para os funcionários de lá, conseguimos mais uma informação de um internauta que garante ter visto muitos colegas da TV Arapuan correndo para uma liquidação, possivelmente em Alves Miudezas, a fim de adquirirem lancheiras térmicas. Essa foi a medida encontrada pelo grupo Amigos da Arapuan para salvar o café da manhã cortado pele direção da empresa. A rádio peão fala que teve até ajuda de ex-funcionários para uma campanha que já encontra adeptos em outras emissoras denominada de Solidários Sim Desnutridos Não. Nós do BF já estamos fazendo nossa cotinha e vamos entregar pessoalmente. Para que esta campanha tenha maior êxito pedimos aos nossos seguidores no tuiter que retuitem esta postagem. #solidariossimdesnutridosnão

COINCIDÊNCIAS DA HISTÓRIA CÍCLICA DA PARAÍBA

Terça publicamos alguns fragmentos da história inventada e repassada por décadas a respeito da troca do nome da nossa capital, do Nego inexistente, entre outras. Hoje trazemos mais fragmentos dos idos de 30. A política praticada e sua correspondência com as posturas da nossa imprensa imprensada, ontem e hoje. São elas.


O uso do jornal A União era uma prática constante que João Pessoa utilizava para denegrir a imagem de seus adversários. (hoje é na internet, tv, rádio)
Foi só na terceira tentativa, sem a presença dos deputados da oposição e numa medida ditatorial e de visível imposição, que a Assembléia aprovou no dia 4 de setembro de 1930 a mudança do nome da nossa capital, da nossa bandeira e do Palácio do Governo que passou a ser chamado Palácio da Redenção. (e assim ainda acontece sem questionamentos no nosso jornalismo)
Temperamento desequilibrado e rancoroso de João Pessoa que, além de tentar assassinar o próprio pai, mais tarde, a o se tornar governador esquece os favores e amizade do primo que ajudou a salvá-lo da morte, tornando-se um dos seus inimigos mais ferrenhos. (reação natural da nossa imprensa a cada eleição municipal ou estadual).
Sem qualquer prévia averiguação, costumava demitir e estampar em letras garrafais no jornal oficial o nome do funcionário por ele julgado. Em 90% dos casos errou, mas não teve a humildade de se retratar. (alguém vê alguma retratação na imprensa de hoje?)
Após o enterro de João Pessoa e a “farra política em torno de seu cadáver”, a mídia continuou a lançar o ódio e a fúria em busca de um levante revolucionário. (em pleno 2011 nossa imprensa ainda se alimenta dessa prática).
Transformaram a morte de João Pessoa na principal bandeira da Revolução e o que era um crime passional passou a ser um crime político. (jornalismo e marketing político numa simbiose totalmente atual)


Para acessar o texto na íntegra clique aquiBF de olho no ontem e no hoje.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

AS REQUENTADAS DA POLITIKA

Esperamos alguns dias para falar da última e atrasada edição da revista Politika, com k, que se destina prioritariamente ao público político partidário com fortes tendências situacionistas. Pois bem. Partindo da capa temos logo de vitrine uma edição que foi trocada momentos antes de ser disponibilizada para o público. Semana passada foi divulgada uma capa(acima à esquerda) que não foi a capa que saiu nas bancas (acima à direita) resultando em um questionamento: qual o motivo da troca? Seria o uso indevido do brasão da UFPB? E as matérias? No caso da UFPB foram levantadas muitas possíveis irregularidades sem nomear uma fonte sequer. Isso não significa que são inverídicas as informações, mas deixou um ar de inconsistência. De qualquer maneira revelou coisas que todos já sabem que são as obras paralisadas por meses, anos sem que a comunidade acadêmica receba uma explicação plausível. Valeu pelo menos para movimentar programas radiofônicos tão limitados pela política estadual. A reportagem sobre a “Dama de Ferro” do futebol paraibano nada mais que uma ‘requentada’ de algo acontecido décadas atrás sem trazer fatos novos. História apenas história. E mais história vimos no Golpe de 1964 sobre os corpos sem cabeça de Alcantil. Muito boa por sinal, mas nada mais que história daquelas para serem debatidas em sala de aula. Quanto ao texto intitulado “TRE julgue Vené”, como todos sabem, a justiça, boa ou ruim, segue ritos num tempo e espaço inalcançáveis para o cidadão comum e também para o jornalismo que insiste em opinar ou analisar temas para os quais não se preparou. A mesma justiça que muitas vezes é pressionada para agilizar seus trâmites é a mesma que foi esquecida quando possibilitou o retardamento da saída do penúltimo governador do estado e, fazendo uma equiparação talvez indevida de justiças diferentes, também possibilitou o retardamento de julgamento de um outro governador acusado de atentar contra a vida de um desafeto político. Como vemos nenhum meio jornalístico ousa tocar no assunto. Explicita cobrança partidária contra o prefeito cabeludo. A continuar nesse ritmo a Politika e alguns jornalistas estarão fadados ao descrédito, ao desprezo. Em tempo: no site da revista, até esta terça, ainda constava a capa anterior. Estranhamos a ausência do radialista Fabiano Faltando Gomes durante a entrevista do reitor na 98 FM, segunda, já que ele é o cabeça do Correio Debate e também proprietário da revista Politika. Será que alguém 'amarelou'? Eita nós. Estamos de olho!

TV INVESTE ÀS CUSTAS DOS FUNCIONÁRIOS

Como todos já sabem o sistema Gregoriano está passando por reformulação para ter condições de pagar o privilegiadíssimo salário do recém contratado Jota Minhavovozinha Jr. A rádio peão comenta que serão 20 mil reais mensais desembolsados pela TV Arapuan para ter o prefeito/radialista/pastor nos quadros funcionais. Até aí nada demais se não fossem as decisões tomadas recentemente no sistema. Para ‘fazer caixa’ a direção da Arapuan demitiu vários funcionários, deixou de pagar horas extras já efetuadas e fechou o cerco para possíveis horas trabalhadas além do horário daqui pra frente. Esse é o resultado do “planejamento” que os experts em tv da Arapuan põem em prática. Cortaram até o café da manhã do baixo clero que chega na emissora por volta das 4h da madrugada. O que é ilegal já que quem chega nesse horário continua trabalhando mesmo após o término dos programas matutinos. Na Arapuan economizam nas costas dos menos abastados para tentar reacender a luz do apresentador pastor. Isso é o que podemos chamar de política de incentivo. Conclusão: atiram com a pólvora alheia. Outros que assim fizeram se deram mal. Caíram pelas tabelas. Estamos de olho e aguardando pra ver no que vai dar. Talvez com essa economia toda consigam ofertar os 5 mil reais, que já foi comentado pelos corredores do sistema Gregoriano, para quem revelar... adivinha o quê? O nome dos buchos furados. É nóis na fita. Mais um poquim nois se entrega mano.

NEOLOGISMO NO WSCOM

Como nosso leitor pode constatar em nossa captura, o pessoal do WSCom  criou uma palavra para a nossa Língua: armasvão. Esse neologismo ainda não pode ser encontrado em nenhum dicionário publicado até a finalização desta postagem. Já pesquisamos. Muitos vão dizer “que besteira essa do BF” em ir atrás da falha do WSCom, mas se deixarmos passar em branco nos sentiremos também passíveis de cometer o mesmo erro e daqui a pouco não teremos mais limites na possibilidade de errar. Se foi só um “errinho”, mesmo assim ainda o é. Imperdoável. Pura falta de uma operaçãozinha obrigatória para qualquer texto: revisão antes de publicar. Somente isso. Caso fosse feita a revisão nós do BF ficaríamos sem matéria-prima vinda do portal. Estamos de olho!

terça-feira, 26 de julho de 2011

PARAÍBA HISTÓRIA INVENTADA

Aproveitando o aniversário da morte do personagem João Pessoa, hoje 26/07, vamos indagar sobre alguns aspectos sórdidos que envolvem a mudança do nome da nossa capital e da nossa bandeira. Não vamos fazer longo texto a respeito, mas queríamos apenas transcrever fragmentos de um texto em que revela as loucuras que envolveram essa homenagem totalmente sem propósito. João Pessoa ensinada nas salas de aula não era o santo que muitos ainda insistem em preservar coisa bem atual na nossa imprensa. A prática do endeusamento de políticos como se não fossem apenas e tão somente empregados do povo e pagos por ele. Vamos aos fragmentos do artigo Aspectos Históricos da Paraíba (A Origem) da União dos Escritores do Rio Grande do Norte (site).

HISTÓRIA DA PARAÍBA
Alguns historiadores atribuem ao poeta Américo Falcão a infeliz idéia de violentar o nosso passado, interrompendo uma História de quase 300 anos. O fato é que, no dia 1º de setembro de 1930, trinta e sete dias após a morte de João Pessoa, realizou-se uma Sessão na Assembléia Legislativa na tentativa dessa grotesca mudança.
Foi só na terceira tentativa, sem a presença dos deputados da oposição e numa medida ditatorial e de visível imposição, que a Assembléia aprovou no dia 4 de setembro do mesmo ano a mudança do nome da nossa capital, da nossa bandeira e do Palácio do Governo que passou a ser chamado Palácio da Redenção.

O GOVERNO DE JOÃO PESSOA
João Pessoa assumiu no dia 22 de outubro de 1928 e seu governo durou apenas 1 ano e 9 meses. Temperamental e arrogante agia com uma severidade que não poupava ninguém. Enxugou a máquina administrativa e provocou a reforma tributária instituindo vários impostos. Evidentemente aumentou a arrecadação e pagou as dívidas, porém muitos destes impostos eram inconstitucionais.
INVENÇÃO DO NEGO
É importante que saibam disto:  quando se fala no NEGO que existe em nossa bandeira como uma atitude de João Pessoa em negar apoio a Washington Luís e Júlio Prestes não se passa de mais um exagero histórico.
O que aconteceu na verdade foi uma articulação política mal sucedida que culminou com a divisão de seu partido e de seus correligionários.

TÍTULO NO TEXTO OU TEXTO NO TÍTULO?

Nem dá pra passar despercebido esse uso contínuo dos redatores do PBAgora de repetir o texto do título no início da reportagem, por assim dizer. Agora responda o nosso leitor. Para que diabos se utilizar desse artifício? É pra esticar o texto? Pra que mesmo? Poderiam muito bem reduzir o título da matéria e deixar que esse texto todo, acima, iniciasse a reportagem. Nos dá a impressão de falta de criatividade ou comodismo em se utilizar dessa prática de repetir o título na abertura da redação jornalística. E pasmem; apenas um minuuto depois de publicarmos um leitor nosso nos atentou para o escorregão na palavra "ressurreição" que o pessoal do portal comeu um "R". Penitência de 30 dias tomando o terço da gramática com o nosso santo protetor São Francelino. Estamos de olho! Alguém no PBAgora bem que poderia fazer a mesma coisa.

FALTA NOTÍCIA NO CLICKPB?

Sobrando espaço e faltando notícia. Essa é a conclusão que chegamos depois de capturar essa duplicidade do ClickPB, nesta segunda, e na mesma linha de leitura. E essa não foi a única. Havia mais uma duplicidade no mesmo portal só que não capturamos. Usamos apenas a que está acima para mostrar que um mal se expande pela nossa imprensa: a falta de revisão o que demonstra autoconfiança exagerada e descuido com a nossa sofrida Língua. Estamos de olho e tomara que o pessoal do WSCom comece a estar também. São Francelino e Beata Zarinha nos salvem.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

A INDECÊNCIA COMO MÉTODO

O título acima foi retirado de uma matéria do jornalista Paulo Moreira Leite, revista Época, que descreveu muito bem a situação do império jornalístico fechado na Inglaterra por causa de indecências praticadas para “colocar mais dinheiro no bolso”. Mas o que nos remete ao título mesmo é o método inglês, que pelo menos lá resultou em prisões, praticado abertamente em nosso estado sem nenhum incômodo por parte de quem o pratica. A indecência e todas as suas derivações virou normalidade na Paraíba. Essa normalidade como método vimos diariamente em execução nas tvs, nas rádios, nos jornais, nos sites e blogues, enfim nas redações da imprensa imprensada da Paraíba. A de praticar um jornalismo sério seguindo as regras da decência parece que cada vez mais está se escondendo enquanto o método indecente cria tentáculos minimizando a ética e a moral; palavra em desuso no nosso meio. Ética? Até as gangues possuem e seguem. Já a moral é outra história que cai no esquecimento. A indecência como método é na realidade a sobrevivência dos menos letrados, dos presos à figuras políticas e seus partidos 'partidos'. É a ferramenta de trabalho mais fácil de ser carregada por quem não estudou para ter suporte nas suas falas, nos seus textos, nas suas aparições. O grotesco toma lugar do requinte. E não nos referimos ao requinte inalcançável pela maioria da população, não. O requinte de se escrever bem e inteligível, de saber se expressar sem o uso de palavras, requinte do se portar diante de uma câmera sem afetações, do respeito aos telespectadores, aos leitores, aos ouvintes. Que a indecência como método desintegre o mais rápido possível com seus praticantes e que se reinstale em nossos meios a DECÊNCIA ou estaremos fadados à concretização do filme Planeta dos Macacos em que o homem inteligente fica subjugado aos macacos.

***Abaixo os atentados à nossa gramática com as pérolas da semana.

PÉROLAS E MAIS PÉROLAS DA SEMANA

Estávamos com saudade de publicar as pérolas semanais. Há duas semanas que resolvemos dar uma forcinha para alguns colegas com regras gramaticais no intuito que eles nos lessem e melhorassem suas falas. Fizemos a nossa parte. Mas com a volta de um amigo nosso ao meio, não resistimos e ficamos de plantão em todos de novo. Achamos até gente em rede nacional. Vamos aos atentados gramaticais.

- Universo pequeno – Nilvan Bayeux Ferreira
- Os valores dos terrenos está sendo negociado – Gugutemberg Cardoso
- Para nos encontrar e se confraternizar – Marcone Imitaagente Ferreira
- Esse aqui é apenas uma amostra – Antônio Redondin Vieira
- Num foi eu não – Fabiano Voltoucomgás Gomes
- A gente aqui fazemos baixaria – Fabiano Gásnagramática Gomes
- Dê pra mim ver – Fabiano Nãoperdoa Gomes
- Pra eu é outra. Pra eu. – Fabiano Denovo Gomes
- Por mais que nós tente aqui – Fabiano Maisumavez Gomes
- Cuidar da colesterol – Fabiano Falounagente Gomes
- Por conta de uma namorada que ele estava namorando com ela – Marcos DeuoforanaTambaú Águia
- Pedimos a Polícia fazer mais presenças na Penha – Marcos DeuoforanaTambaú Águia
- Duas barragens estourou – Isis Coelho
- Com o levantamento que nós façamos – Comandante Hamilton
- Clínicas tem 60 dias para se adequar – Richele IrmãodeRochele Bezerra

Deixamos pro final uma frase do nosso colega Laerte Premiado Cerqueira, ao ser condecorado pela série Caravana JPB, que serve mesmo para reflexão: Que bom que a gente pode ir atrás da Boa Informação. Tomando pela maioria do que a gente vê nas nossas tvs, que bom mesmo poder ver boas matérias. Estamos de olho!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

MAIOR CONCENTRAÇÃO DE CÉREBROS DO PAÍS

Ex-prostituta, jogador de futebol, modelo, ator desconhecido, cantor fraco, passista de escola de samba, cantora de funk, paraquedista, atriz desconhecida, mais um modelo, personal trainer, cantor sem fama, lutadora, João Kleber. Citamos João Kleber porque foi o único nome que conseguimos lembrar 24h após o lançamento do programa. O gaiato de plantão do BF só lembra de Bruna Surfistinha que nem é o nome verdadeiro dela. Tá bom. Mas a gente tem que dar os parabéns para a turma de Brito Jr em ter trabalhado duro pra conseguir enclausurar o que denominamos a maior concentração de cérebros por metro quadrado do país atualmente. Ibope garantido. E só pra não perder o trem repetimos tuitada de um engraçadinho hoje que questionava: sabe qual a única coisa que a popozuda levou para a Fazenda e que nasceu com ela? A burrice. Pura maldade. E nós do BF vamos dormir que isso pode ser contagioso.

TV TAMBAÚ CONTRATA TATURANA

Toda equipe do BF passou horas reunida decifrando o que seria aquilo preto pousado na orelha do apresentador suplente Lael Arruda. Chegamos à conclusão que seria uma taturana disfarçada de ponto eletrônico. Ficamos assistindo ao Tambaú Notícias pra ver se a dita cuja não arrancava a orelha do magrinho repórter/apresentador. Mais adiante a taturana diminuiu de tamanho e ficamos mais ainda preocupados. Foi aí que o nosso técnico para assuntos televisivos nos disse que o bicho preto era uma adaptação de um troço qualquer para servir realmente de ponto eletrônico daqueles que o diretor fica gritando no ouvido do apresentador. Como somos bons pesquisadores da rede mundial, capturamos a foto abaixo e aconselhamos ao pessoal da TV Tambaú consultar o pessoal do Governo do Estado pra saber onde compraram a escuta que nosso governador usa para corrigir o efeito colateral de uma sinusite. Pense numa sinusite. Quase não dá pra ver. É o recomendável para os estúdios de tv. Fica a nossa susgestão. Falem com o mago.

EM CAMPINA TUDO É GRANDE

A empolgação com a promessa de ajuda do Governo Federal para a Paraíba foi tão grande que lá pras bandas de Campina, como já é cultural lá, a ajuda deve ser ainda maior do que a promessa. Dilma acena com R$ 5 milhões e lá na Borborema, no portal IParaiba, eles avistam R$ 5 bilhões. No próprio texto do portal eles escreveram R$ 5 milhões como postamos acima. Pode ser muito pra o resto do estado, mas pra um campinense da nata não passa de uma normalidade. Lá tudo é “O Maior”. É o maior São João do Mundo, o maior cabelo de prefeito, maior açude velho, maior senador do mundo, maior poeta, maior festa, maior cachaça, maior metrô (ainda vai ter) e por aí vai. Estamos de olho!!!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

QUEM DISSE A VERDADE? O OUVINTE DESCOBRIU

Desde a semana passada que o assunto, na imprensa, era o encontro entre Veneziano e Rômulo na Paraíba FM, nesta terça. Como não somos partidários não nos interessam os motivos que geraram a peleja. O que nos interessa mesmo é: até que ponto vai a nossa imprensa imprensada pra publicar a mesma informação com teor diferente? Pelos títulos capturados por nós e depois de ouvir a Paraíba FM com o prefeito de Campina Grande no ar cumprindo o acordo, fica notória a intenção de cada portal em se posicionar politicamente e partidariamente. O ouvinte da PB FM e o leitor do BF, agora, sabem quem está se colocando corretamente e quem procura ou procurou distorcer uma informação para beneficiar alguém. Credibilidade pra uns, dúvida para outros. E assim vai caminhando nosso sofrido jornalismo. Estamos de olho e de ouvidos atentos!!!

LEVANTA A PERNINHA NO JPB

Quem pensava que o BF ia deixar passar em branco se enganou. Capturamos nosso colega Bruno Danielsan Sakaue em plena aula de academia de dança ao vivo, sexta passada, para todo o estado. A gente só queria saber como é a continuidade da dança que começa com uma levantadinha da perna direita. Depois vem a esquerda? Kako Osapo Marques ficou prestando atenção pra aprender bem direitinho enquanto Carla Cartão Visa Ni se mordia de inveja. Soubemos que depois que terminou o JPB todo mundo pediu bis pra banda e o ensaio rolou solto nos estúdios da TV Canjiquinha. Estamos de olho e de máquina fotográfica na mão!!!

ESCONDE-ESCONDE, ABREVIATURA, PESQUISAS

Como tem muita gente que fica nos acusando de pegar no pé por uma besteira ou outra, pelo menos na opinião de quem reclama, resolvemos juntar dois dias de Feminíssima da TV Tambaú, apresentado pela desinibida Marcele Achaqueéxuxa Mosso numa só postagem. Como se vê acima, um dos câmeras brincou de esconde-esconde ou seria Cadê Mosso? E nas fotos abaixo pegamos duas legendas que merecem análise. Uma escorrega na abreviatura de horas que deve ser escrita apenas com “h” e não “hs”; erro comum. A outra mais intrigante é o número de 181% no crescimento do Tambaú Esporte. Vejamos. Se o esportivo tinha 10% antes da pesquisa, agora está com 18%, bom demais. Mas se eram apenas 2% com a subida foi apenas para 3,6%. Ainda ruim, mas cresceu. Isso tudo é só pra atentarmos para o jogo dos números. Muita gente diz por aí que cresceu, que é líder, que isso e aquilo, mas infelizmente o telespectador não tem conhecimento real do jogo que envolve as pesquisas. Pelo menos com essa pontuação a TV Tambaú não ousa mais usar o insano título de “vice-líder”. Como diz Nelson Piquet o segundo é o primeiro a perder. Precisa comentar? Estamos de olho!!!

terça-feira, 19 de julho de 2011

PBAGORA DISPUTA POSTO NO BF

Alguém decifra pra gente o que o pessoal do PBAgora quis dizer com a "gagueira" digitada? Não dá nem pra adivinhar. Será a potência da nova escavadeira que provocou esse escorregão? Ainda estamos estudando e continuamos de olho, mas nada que uma revisão básica não tivesse evitado esse vexame. Será que ninguém quer mais se preocupar com o que escreve e publica? Mesmo depois de tantos meses com o BF expondo escorregões desse tipo a nossa imprensa ainda insiste em nos dar "pano pras mangas". O gaiato de plantão garante que os nossos amigos do PBAgora pretendem mesmo é garantir o primeiro lugar em aparições neste blog. Será?

CONEXÕES DE SEGUNDA. BRUNO, MARRONE, VITAL...

Será que as chuvas que assolaram o nosso estado além de provocar inundações, mais buracos além dos que já existiam, provocou também algum desabamento na TV Arapuan? Ficamos antenados no canal 14, desde as 22h, esperando nosso colega Luís Cabelodetoldo Torres entrevistar o senador Vitalzinho e só o que vimos foi a operação tapa buraco na tela com o DVD de Bruno e Marrone com o Clip Especial conforme captura acima.. Só faltou mesmo ser uma gravação da Domus Hall. Até que por volta das 22h30, pra nossa satisfação, começou o programa e foi bom ver a sabatina. Vitalzinho soube muito bem sair das “cascas de bananas” categoricamente “jogadas” pelos entrevistadores mostrando que dá pra assistir a um programa com fortes tendências político-partidárias quando este leva entrevistados com capacidade de raciocínio rápido e consistente. E só pra não passar em branco o Conexão Alex Master continuou batendo na mesma tecla do shopping de Mangabeira enquanto nossa cidade padece debaixo d’água. Valeu pela participação dos deputados Hervásio e Luciano Cartaxo mostrando que ninguém é contra a construção, mas a favor de uma licitação aberta na negociação. Assim esperamos.

TV ARAPUAN – TUDO INDICAVA, MAS SENDO ARAPUAN...

Pra quem tem mais de 30 deve lembrar muito bem de um grande sucesso do rock nacional da banda Sempre Livre, corrigindo banda Metrô, cujo nome é “Tudo pode mudar”. Essa deveria ser a música tema da TV Arapuan afinal no balanço das horas tudo mudou lá pelas bandas do sistema Gregoriano. Explicamos. É que na data de ontem, 18/07/2011, deveria ser a estreia do Prefeito/pastor/radialista Jota Minhavovozinha Júnior no programa Cidade em Ação que inclusive vem sendo muito bem conduzido pelo experiente Jonas Batista; o “faztudo” do sistema Arapuan. Coincidência ou não as iniciais de Jonas Batista são as mesmas do “faztudo” do sistema Correio Jomar Brandão que nos fez “respirar” quanto ao nível de apresentação sem palavrões, sem afetações falsiadas, sem defesas insustentáveis e sem acusações oportunistas. Mas como o que é bom dura pouco... Mas voltando para a Arapuan nem a rádio peão sabe ao certo qual será a data do retorno de Jota Jr às telas paraibanas. Sugestão deste blog: poderia ser muito bem o primeiro dia de agosto que abre a semana da Festa das Neves. Só assim Jota aproveitaria muito bem a religiosidade da semana pra angariar audiência como ele sabe fazer muito bem. Comunicação com religiosidade. E com maestria. Estamos de olho!!!

NOVA CLASSE DE PALAVRAS?

Afinal o que diabos o pessoal do portal MaisPB quis com o acento agudo em “poliomielite”. Tá vendo a falta que faz o confessionário do santo protetor da Gramática São Francelino? Jornalista é assim mesmo. Escreve achando que não precisa mais estudar e se mete a digitar sem se preocupar com mais nada. Na cabeça só autoconfiança. Mas vamos dar uma forcinha. Na nossa Língua Portuguesa existe uma situação chamada de abreviação e a palavra “poliomielite” na redução ganha o acento agudo e vira “pólio”. Será que o pessoal do MaisPB descobriu uma palavra que ultrapassa a proparoxítona e ficaria na classe da heptaroxítona? Pra ajudar no raciocínio, mais uma forcinha na separação silábica: po-li-o-mi-e-li-te. Estamos de olho e estudando mais a gramática graças às escorregadas dos nossos colegas. Que São Francelino nos salve.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

PRA QUE TANTO INCÔMODO?

Todo mundo sabe que nossa sobrevivência depende unicamente dos nossos colegas de profissão. Se não escorregassem tanto, não teríamos matéria prima para trabalhar. Então por que tanta raiva para conosco? Pra que tanta ameaça de processo, de isso, de aquilo? Analisemos bem. Em relação aos sites e blogs que existem por aí somos tão pequeninos. Temos em média 600 a 700 acessos (verídicos) diários; número muito inferior aos que muita gente divulga por aí. Então pra que o incômodo? Tem site que anuncia 3000, 5000 acessos diários e esses mesmos se sentem afetados pelas nossas postagens? Temos um nome feio: Bucho Furado. Existem muitos sites e blogues, com nomes bonitos como: blog do Luís, PolêmicaPB, blog do Dércio, PBAgora, Paraíba(e seus complementos). E o ‘povim’ da nossa imprensa se chateando com um Bucho Furado? Não temos patrocínio de espécie nenhuma, muito menos uns que não aparecem na contabilidade legal. Aqueles que todo mundo sabe que existe, mas ninguém vê. Então pra que tanto incômodo? Tanta ameaça? Não temos partidos, talvez isso incomode, e continuamos fazendo nosso trabalho, porém sem denegrir pessoas nem achincalhar posicionamentos políticos dos que estão na situação nem na oposição. Procuramos apenas discutir erros, deslizes, escorregões do sofrido jornalismo praticado no nosso estado. E assim vamos continuar.

CAPITANIA DA PARAÍBA QUINTAL DE PERNAMBUCO

Conforme a captura que fizemos do WSCom, semana passada, o nosso estado vizinho vai ter um investimento de 1 bilhão de reais resultado da vinda de mais 11 empresas para lá. Nossos parabéns para Pernambuco e seus políticos, governantes que agiram de maneira a captar tantos recursos, enquanto que para o quintal de lá nada vem. Recentemente foi divulgada a construção de uma fábrica de carros no município de Goiana como se fosse algo extraordinário para a Paraíba. Extraordinário seria se a fábrica fosse instalada aqui e não lá. O resto que se agrega vai render recursos para lá e não para cá. Como dizem em Recife o crescimento de lá se assemelha ao da China. Não temos dados concretos para isso, mas em se tratando de notícia vinda de lá com mais um porto, fábrica e seus agregados e outros investimentos... dá pra acreditar. O que não dá pra acreditar é que vamos aprender a andar com as nossas próprias pernas enquanto fizermos acordos com os vizinhos. Em todo acordo alguém sempre leva vantagem e nos acordos que vem acontecendo, recentemente, a desvantagem fica somente com os paraibanos. É histórico o crescimento de Pernambuco em detrimento da Paraíba. Afinal a nossa Capitania foi subordinada da Capitania de Pernambuco de 1755 a 1799 e mesmo depois da separação sempre houve a supremacia de lá para cá. Algum dia haverá um governante que direcione seus esforços para o nosso estado sem fazer acordos que nos prejudiquem. BF também sabe de historia.

PROBLEMA COM HOSPITAL NA CAPITAL E NO INTERIOR

Só que o problema reside mesmo é na redação do portal do governo estadual. Já não bastasse tanto problema com pacientes e hospitais municipais e estaduais na capital, o pessoal do portal do Governo da Paraíba ainda arranja mais um. Só que dessa vez gramatical. Meteram o hospital sem o “s” no título e nem sequer fizeram a revisão pra corrigir o erro. Mas em se tratando dessa palavrinha não são somente os redatores do site governamental, não. Lá pelos teclados da TV Tambaú já é recorrente essa derrapada conforme já publicamos anteriormente e reproduzimos abaixo. Será uma transferência de tecnologia? Tecnologia de como escrever sem se preocupar com o Português correto?
Receita: 2 semanas intensivas do Santo Protetor da Gramática – São Francelino que todo mal será extirpado.Vamos continuar de olho!!!

sexta-feira, 15 de julho de 2011

TOPA TUDO POR DINHEIRO NA CORREIO

Acreditando que a novela da águia que mudou de ninho e voltou para o antigo, não deu nem tempo esquentar a notícia que o radialista Marco António Águia tinha fechado negócio com a TV Tambaú que o dinheiro falou mais alto e ele voltou atrás e ficou na Correio. Algumas indagações: como é que se fecha um negócio e se volta atrás depois de todo mundo divulgar? Teria sido tudo uma jogada pra valorizar o passe na Correio? Caso essas questões fiquem sem resposta pode vingar mesmo a cota que o pessoal da TV Tambaú fez para bater meia hora de tambor para evitar o pouso, na afiliada do SBT, do pássaro indeciso. Continuamos de olho e esperando que a TV Tambaú não migre para o jornalismo sensacionalista seboso praticado pela emissora que continua com o ninho pronto para o Águia. Pelo jeito "deu águia" para a direção da Tambaú.

PÁSSARO NO NINHO DA TAMBAÚ

Confirmada a aterrissagem de Marco Antônio Águia no ninho da TV Tambaú. As negociações vinham caminhando há algumas semanas, mas de ontem pra hoje se concretizaram. Águia deve entrar na TV Tambaú já alçando um voo bem maior do que está acostumado. O radialista vai ser apresentador de um programa só pra ele. A pergunta é a seguinte: que programa ele vai apresentar se no horário do meio dia já ta tudo preenchido? A rádio peão fala que deve ser um programa no horário matutino por volta das 7h da manhã. Vamos aguardar pra ver. Desfalque de um dos fantoches do Correio Manhã apresentado pelo nosso amigo Fabiano Játáfaltandodenovo Gomes.

TÍTULO INCOMPLETO. COM QUE RAZÃO?

Quem lê o título do Paraiba.com, capturado por nós, vai pensar o quê? Que a Polícia da Paraíba vai ter um aumento. É o que muitos internautas desatentos devem ter achado. O título foi escrito sem anunciar o autor do aumento que é o governo de São Paulo. E mesmo lendo o texto da reportagem a referência ao estado sulista só aparece no final do primeiro parágrafo. Nos perguntamos: qual a razão de não colocarem já na manchete que Polícia vai ter o aumento? Espaço é que não faltou. Claro que é pra confundir e todo mundo pensar que o aumento será pra Polícia paraibana. Estamos de olho. E não se enganem que os leitores também.


*** MAIS ABAIXO AS PÉROLAS GRAMATICAIS

CAMPANHA DO BF TAMBÉM

Que esta campanha seja estendida a todos os programas, sites, jornais que também prestam desserviço à nossa população com notícias falsas, meias verdades, tendências partidárias e a todo jornalismo sujo que impera em nosso estado. Que os patrocinadores procurem agregar seus nomes e seus produtos a produtos sérios e de bom gosto. Assim como este blog por exemplo. Estamos de olho.

***MAIS ABAIXO TEM PÉROLAS GRAMATICAIS.

CHAVES PRA FECHAR COM A CONCORRÊNCIA

Conforme captura nossa do site regiãonordeste.com o telespectador grita e recebe sua recompensa. Vem aí alguns dos famosos episódios perdidos de Chaves. Pra deleite geral dos fãs e dor de cabeça da concorrência. Tio Sílvio pega o coringa Chaves e mexe pra cá, mexe pra lá só pra deixar a Globo e a Record desesperadas. Se tem um calo no sapato dos Marinho, esse calo se chama Chaves um dos trunfos do Senior Abravanel. Equipe do BF na expectativa para assistir aos próximos episódios do seriado mexicano. Estaremos de olho!!!

*** MAIS ABAIXO PÉROLAS GRAMATICAIS.

PÉROLAS GRAMATICAIS

Depois de ouvir nosso colega Samuka, sábado passado, dizer que “tinha muitos alôres para mandar” resolvemos trazer para as pérolas, das sextas, alguns plurais muito fáceis de fazer. Pode ser que alguém esteja pensando que termo foi esse dito pelo radialista: “alôres”? Nosso colega Sam teve a intenção de dizer que ia dar um alô pra muita gente e meteu um plural meio enviesado. Vamos às regras. Algumas pelo menos.

Substantivos terminados em Vogal
Acrescenta-se a desinência nominal de número S.
Exemplos: saci = sacis chapéu = chapéus troféu = troféus degrau = degraus.
Substativos terminados em ão
Fazem o plural em ões:
Ex: gavião = gaviões formão = formões questão = questões
Fazem o plural em ães:
Ex: escrivão = escrivães tabelião = tabeliães sacristão = sacristães
Fazem o plural em ãos:
Ex: artesão = artesãos cidadão = cidadãos cristão = cristãos pagão = pagãos
Todas as paroxítonas terminadas em ão.
Por exemplo bênçãos, sótãos, órgãos.
Substantivos terminados em L
A) Terminados em -al, -el, -ol ou -ul:
Troca-se o L por IS:
Ex: vogal = vogais animal = animais papel = papéis anel = anéis álcool = álcoois
B) Terminados em -il:
PALAVRAS OXÍTONAS: Troca-se a terminação L por S:
Ex: cantil = cantis canil = canis barril = barris

Semana que vem mais algumas regrinhas básicas para nossos colegas de imprensa.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

CIRCO DE HORRORES

Foi o que assistimos nesta terça no programa Correio Verdade que de verdade não tem nada de jornalístico. Tem sim de informações sensacionalistas que beiram o circo dos horrores que foram muito bem retratados no filme ‘O homem elefante” em que um homem com deformações pelo corpo era apresentado em um circo pra atrair a atenção das pessoas movidas pela desgraça humana. É assim que analisamos o Correio Verdade, da TV Correio, apresentado pelo radialista Samuka Duarte e coadjuvado pelo radialista Emerson Machado, principalmente o programa desta terça. Toda produção do programa foi programada para repercutir o assassinato de uma adolescente em João Pessoa. Lágrimas de crocodilo, encenações forçadas, sensacionalismos desmedidos do tipo que perde até o controle. Pobreza de informação que se revela em imagens e transmissões como se tudo fosse ser resolvido naquele momento. Insinuações de ameaças que ninguém comprova depois. Toda uma emissora direcionada para tirar proveito do sofrimento alheio. Pena ver. Do outro lado vimos a repórter Laís Caradebolacha Silveira, ao vivo no Cidade em Ação da TV Arapuan, praticamente e de forma indecorosa levando o telespectador pra dentro do caixão da adolescente morta. O desespero pela audiência está extrapolando todos os limites possíveis e imagináveis. As mentes doentias na corrida pela audiência perderam totalmente a decência e a moral. Estamos de olho infelizmente!

BLOG POLÍTICO EXTRAPOLA

Que o blog do Luís, do nosso colega Luís Cabelodetoldo Torres é político partidário pró máquina governista todo mundo sabe. Quando acessamos diariamente fica visível e escancarado o texto tendencioso e direcionado praticado em todas as postagens. Mas o que vimos nesta terça é algo no mínimo intrigante e desconcertante. Como o nosso leitor poder ver o tamanho da fonte usada para o texto sobre a fala do prefeito Veneziano e a fonte usada para a nota do vice-governador Rômulo Gouveia, são totalmente e extremamente divergentes. A fonte para as palavras de Vené é bem pequena como segue o formado do restante do blog, mas a fonte da nota de Rômulo é praticamente 5 vezes maior que a de Vené e ainda é maior que a do próprio título. Teria sido apenas um descuido?  Arriscamos em afirmar que NÃO. Só pode ter sido proposital para dar mais destaque às palavras do vice-governador e do candidato a candidato a prefeito de Campina, Romero Rodrigues. Triste constatação visual essa que flagramos. É visível a vontade que o nosso colega de profissão Luís Cabelodetoldo Torres teve de revelar o texto anti-Vené em tom ALTO E FORTE. É a impressão visual que fica. ESTAMOS DE OLHO!!!

terça-feira, 12 de julho de 2011

EM PE O NEGÓCIO É DIFERENTE

Capturamos email do diretor superintendente do Sistema Jornal do Comércio, publicado pelo site Ombusdpe, e lendo na sua íntegra constatamos que dificilmente alguns que se consideram profissionais da comunicação na Paraíba conseguiriam trabalhar num conglomerado de comunicação como é o JCPM.  Trouxemos dois ítens que batem de frente com posicionamentos tão vistos na nossa imprensa. O número 5, principalmente, veta a manifestação de posições partidárias que possam vir a prejudicar a independência editorial do SJCC. Coisa difícil pelas terras de Epitácio. Comprovação triste para nós. A indecência jornalística que assola como um tsunami pelas rádios, tvs, pelos jornais, sites paraibanos é de fazer doer o coração de quem espera um milímetro se quer de evolução nessa terra de reportagens vendidas e de tendências partidárias disfarçadas de textos, áudios, imagens. Destacamos apenas dois itens para provar nossa constatação. Que o nosso leitor faça suas indagações e tire suas conclusões. Agora nos digam: as “estrelas” do nosso jornalismo aguentariam pelo menos uma dessas restrições/normas que foram colocadas como regras no Jornal do Comércio? Estamos de olho também nos exemplos de fora!!! Para visualizar melhor aperte as teclas Ctrl + para dar zoom e Ctrl - para voltar ao tamanho normal.

DEPUTADO TROCA DE PARTIDO SEM COMUNICAR

Quem vai ter que responder por essa infidelidade partidária é o pessoal do blog Polêmica Paraíba. Conforme nossa captura, acima, alguém do blog arranjou uma troca de partido para o deputado João Henrique, de Monteiro, sem que o mesmo tenha conhecimento e até mesmo sem informar ao partido perdedor, no caso o DEM, e ao partido ganhador de mais um companheiro, o PSDB. Se fosse a gente do BF que fizesse a troca poderiam até nos perdoar, mas para um blog essencialmente político, é  imperdoável. Ou será que o deputado João Henrique trocou o DEM pelo PSDB e a gente não sabe? Vamos falar com Efraim(DEM) e com o senador Cícero(PSDB) pra saber dessa história. Estamos de olho!!!

SITE PARAIBANO REPRODUZ NOTÍCIA FALSA

Como já registramos em postagem anterior sites paraibanos não prezam pela checagem da informação e metem no ar informação falsa. Foi o que capturamos no portal Araruna no qual reproduziram notícia do site G17 que só faz inventar coisas mirabolantes, mas com um teor capaz de enganar muita gente. Pra ninguém dizer que estamos inventando, fomos procurar na fonte e descobrimos a notícia no G17. Atente para o aviso que fica postado na parte superior do G17 relatando que ele é um site de humor. Infelizmente já está virando praxe, na nossa imprensa, a falta da checagem da notícia antes de publicá-la. Estamos de olho!!!

CÓDIGOS NO WSCOM

Afinal o que o pessoal do WSCom quis dizer com o “CAG...”, em destaque, logo acima da foto de Ricardo Teixeira? Seria "cagando e andando" para as constantes reportagens da Record expondo um lado suspeito do presidente da CBF - Confederação Brasileira de Futebol juntamente com a Rede Globo? Talvez o jornalista responsável pela matéria do WSCom tenha se preocupado tanto em causar impacto com o “CAG” que derrapou na palavra “denúncias” escrita logo abaixo da foto não respeitando a acentuação obrigatória para uma palavra proparoxítona. E olhe que notícias como essa nem precisam de pressa pra publicar. Falta de revisão ou confiança exagerada no poder da escrita? Hora de reciclar e prestar mais atenção. Uma semaninha de penitência ao lado de São Francelino ou da beata Zara daria muito bem pra evitar pecados cabeludos como este. Estamos de olho!!!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

BF INSPIRA COLEGA DE TRABALHO

Passeando pelos sites e blogs da nossa Paraíba o que encontramos? Encontramos o nosso colega Marcone Boteoóculos Ferreira fazendo suas postagens inspiradas nas brincadeiras já batizadas pelo Bucho Furado. Quem não se diverte com nossas invenções enxertadas nos nomes dos que aparecem nas nossas postagens? Pois como o nosso leitor pode ver, acima, o jornalista Marcone Ferreira, leitor assíduo do BF, escrevendo, talvez sem se notar, meteu um enxerto no nome do deputado Ruy Carneiro. Coisa bem característica nossa. Claro que além de recomendarmos a leitura do nosso colega Marcone ficamos muito felizes com a “coincidência”. Ah ta! Estamos de olho!!

JOTA JR NA ARAPUAN E SEUS CUSTOS

Todo mundo já sabe que o prefeito/radialista/pastor Jota Minhavovozinha Júnior vai para a TV Arapuan. A rádio peão fala que os vencimentos do futuro apresentador, do Cidade em Ação, giram em torno dos 20 mil reais. Mas o que chama a nossa atenção é toda reformulação que vem acontecendo no sistema Gregoriano para aportar o futuro funcionário. Nas últimas semanas demitiram uns 6 ou 7 trabalhadores e nos vencimentos do mês de junho muita gente de lá descobriu que nem todas as horas extras foram pagas. Além de emagrecer a folha de pagamento, uma determinação foi implementada a partir deste mês: ninguém faz mais hora extra na empresa. Chegado o horário de saída todo mundo com o pé do lado de fora. Se alguém ficar além do horário, mesmo por necessidade, não receberá a devida compensação no final do mês. Outras mudanças estão programadas. Nas reuniões mais silenciosas foi planejado um programa policial (mais um) com Anacleto Marcapasso Reinaldo e, pasme o nosso leitor, Laís Caradebolacha Silveira dividindo horário com Jota Redondo e Anderson Fininho pela manhã. O enfadonho e insosso Jornal da Arapuan deixa o horário da noite e desembarca entre o Cidade em Ação e o Rede Verdade. E vem aí o Arapuan News informativo curto que deve aparecer nos intervalos comerciais. Com a programação fraquinha da Rede TV será que alguém vai assistir? É aguardar pra ver o que vai acontecer no futuro com o sistema Gregoriano. O pirão já ta sendo mexido não sabemos se vai ficar insosso ou salgado. Estamos de olho!!!

SEM ACESSO E SEM CREDIBILIDADE

Tem um site em João Pessoa feito apenas para agradar a alguns políticos paraibanos. Isso todo mundo sabe e como o nosso jornalismo é terra de ninguém tudo é permitido. Portanto não existe mais certo ou errado nesse campo. Cada um dá a opinião lhe serve. Mas o que chamamos a atenção é como um site quer ter credibilidade e acessibilidade se só vive fora do ar. Conforme nossas capturas pelo FireFox e pelo Google Chrome o Politicapb em vários momentos do dia fica inacessível o que prejudica somente os que nele investem. Quem gasta dinheiro com banners patrocinando sites, portais, blogs, paga para ser visto e lido 24 horas por dia. Este é o trato. Que o pessoal do Politicapb fique mais atento mesmo porque nós do BF já estávamos programando gastar uma verbinha com um banner no site pra divulgar a gente. Com as constantes falhas no Politicapb, já desistimos e estudamos outras possibilidades. Talvez o blog do Luís e o PbAgora. Estamos de olho!!!

POLÊMICA: PRA QUE SABER ESCREVER?


Nossa sobrevivência depende das falhas que nossos colegas insistem em cometer quase que diariamente nas rádios, tvs, sites, blogs da vida. Uma polêmica nos rodeia diariamente: saber escrever. Pra que sinal, pra que regra gramatical, pra que se preocupar com revisão? Tudo se acentua mais ainda com capturas como estas que fizemos no PolêmicaPB. Dá pra notar que, por lá, tem gente totalmente despreocupada com a obediência a regras e revisões. É acento onde não existe e falta dele onde é obrigatório. O que nos preocupa é que fatos assim são tão corriqueiros que daqui a pouco ninguém mais presta atenção e ninguém mais vai precisar estudar pra ter uma formação mínima na Língua regente em nosso país. Pegamos o MaisPB no mesmo barco do descuido do PolêmicaPB. Que São Francelino, santo protetor da Gramática em nosso estado, possa ter muitos seguidores e que eles alcancem nossas redações. Estamos de olho!!!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

AMAZAN NA TV TAMBAÚ

O cantor e compositor Amazan fechou contrato com a TV Tambaú, hoje à tarde, para apresentar um programa Sala de Reboco nos moldes do Cantos e Contos, apresentado pelos Nonatos que foram para a TV Correio. O programa de Amazan será veiculado aos domingos, provavelmente, no mesmo horário do Cantos e Contos. A data de início do programa é 14 de agosto. A pergunta é: o que é que Amazan deseja apresentando um programa de tv? Projeção para futura candidatura? De qualquer forma todos nós do BF torcemos por mais um programa que realmente seja promotor da nossa cultura e das nossas tradições como faz o Cantos e Contos. Estamos de olho!!!

TV UFPB SEM PROGRAMAÇÃO E SEM NOÇÃO

Sabemos que a maioria dos nossos leitores é composta de jornalistas, radialistas, alunos do curso de Comunicação e de pessoas ligadas à imprensa. Então todos vão saber exatamente o que queremos indagar. Como é que uma emissora de tv que além de transmitir somente via cabo, vive saindo do ar colocando somente a logomarca na tela e a única produção que veicula é um programa de meia hora por semana, se atreve a sortear livro via tuiter? Ela produz um programa de meia hora que entra no ar na segunda e repete nos outros dias o mesmo programa. Pois bem. Pela captura acima a TV Caisinal UFPB vai sortear livros com seguidores do tuiter. Afinal é TV ou livraria? E qual a função do tuiter? Quem terá recebido a genial inspiração para ofertar um livro por mês com tuiteiros seguidores? Quem poderia fazer isso seria um escritor e não uma emissora de tv. E vão sortear um livro (nós compramos) que na verdade é uma coleta de discursos feitos em um evento de tv digital. Afinal a que se destina uma emissora de tv e ainda mais uma emissora que deveria servir de extensão para as salas de aula dos cursos de Jornalismo e Rádio e TV da instituição na qual está inserida? Onde estão os alunos do curso, do qual somos remanescentes, que não se mobilizam para essa TV UFPB sair do lugar? Há anos que só se publica notícia que vai entrar no ar, que isso, que aquilo, mas até agora nada. Tantas indagações que há muito nos fazemos. Seria muito bom que entrasse no ar logo para que telespectador pessoense, talvez, pudesse ver uma tv com qualidade jornalística melhor do que estamos submetidos. Estamos de olho!!!
** MAIS ABAIXO AS PÉROLAS DIFERENTES.

MORTO COMPLETA ANIVERSÁRIO

Qual o limite da idolatria de um fã? Essa só pode ser a única pergunta que pode ser considerada para a captura que fizemos do site Usina Musical. Cazuza completará onze anos de sua morte? Será em alguma reunião espírita que vão receber seu espírito só pra apagar as velinhas? Mas quem disse que isso não pode acontecer? Na imprensa paraibana pode tudo. Pode escrever esquecendo letra, reproduzir notícias falsas, agredir as regras gramaticais, analfabeto publicar artigos e por aí vai. Culpa de quem? Deve ser culpa do BF em publicar os escorregões dos nossos colegas. Estamos de olho e se alguém souber onde Cazuza vai fazer a festa, por favor, nos avise.
***LOGO ABAIXO PÉROLAS PARA APRENDIZAGEM.

PÉROLAS GRAMATICAIS

As pérolas a seguir são direcionadas àqueles que insistem em se promover, toda sexta, com nossas postagens através dos seus erros gramaticais. Elas devem servir de dever de casa para eles. É para imprimir e estudar diariamente. Leiam e guardem.

Pérolas gramaticais básicas baseadas nas constates escorregadas

Não use o verbo no infinitivo quando precedido de pronome oblíquo.
Exemplo: Pra mim ler (errado). Pra eu ler (correto).

Sempre faça concordância do singular com singular e plural com plural.
Exemplo: As polícias civil e militar está presente (errado). As polícias civil e militar estão presentes (correto).

Cuidado com o coletivo que tem concordância no singular.
Exemplo: A quadrilha foram (errado). A quadrilha foi (correto). A multidão vieram (errado). A multidão veio (correto)

Quando usar “maioria” esse termo deve reger o verbo.
Exemplo: A maioria das pessoas permanecem no local (errado). A maioria das pessoas permanece no local (correto).

E para encerrar: quem for se meter a comunicador tem obrigação de saber escrever e falar corretamente. O respeito às regras da Língua Portuguesa é obrigação, é dever. Tem gente por aí que decora algumas palavras difíceis que encontrou no dicionário, mas na hora de se comunicar fica usando expressões chulas e de baixo calão; palavrões mesmo. E é assim que caminha a nossa imprensa: os descamisados da gramática tomando o lugar dos letrados. Menos aqui neste blog. Aqui todo mundo sabe ler e escrever. As vezes cometemos erros(raros), mas temos a decência de corrigir sem apagar o erro. Estamos de olho!!!

quinta-feira, 7 de julho de 2011

POESIA EM SINTONIA COM O BF

Recomendado por um amigo tuiteiro, nós do BF, acessamos o endereço batistaalves.blogspot.com e, para nossa surpresa, encontramos versos simples de um poeta que mesmo distante, pelos cabos de fibra ótica, está bem perto do sentimento que move o nosso Bucho Furado. Leia e tire sua conclusão.

Imprensa e politica uma mistura que enrica
Autor: Batista Alves

No estado da Paraíba 
Sites de informação 
E políticos se misturam 
Numa grande proporção 
Diploma de Jornalista 
Não necessita que exista 
Só precisa ser BABÃO.

Meios de comunicação
 
São cabos eleitorais
Falar bem ou falar mal 
Depende de quem der mais 
É grande a corrupção 
É uma prostituição 
De TV site e jornais 

O jornalismo ao meio dia 
Nos rádios é só falsidade 
Uns elogia quem paga 
E escondem a realidade 
Outros por não receber 
Só sabem desmerecer 
Quem faz algo de verdade 

Sites é outro prostibulo 
É mais desinformação 
Se vende igualzinho a putas 
Do litoral ao sertão 
É tudo igual lá ou cá 
É como Alibabá 
E os 40 Ladrão

APRESENTADOR TRATADO COMO SE FOSSE DONO...

Imaginemos se o título acima envolvesse interesses empresariais? Por que não mentir também? Ou mesmo por que não disfarçar o real? Recentemente tivemos resultados de índices de audiência em João Pessoa que causaram o maior reboliço. Então se amigos e companheiros de trabalho mentem para não provocar irritação, conforme captura acima, quem garante que números não são trabalhados de forma a privilegiar algum meio que por sinal paga muito bem para tais pesquisas? O fato é que os últimos índices de audiência pesquisados, na capital paraibana, não conseguiram convencer muito. Pareceu mais fogo de palha do tipo que incendeia rápido e se apaga mais rápido ainda. Ninguém nem lembra mais. A campanha da dita líder veio tão tarde que nem causa mais impacto. E como na Paraíba todo mundo se diz líder em audiência, a desconfiança dos ouvintes e dos telespectadores vive sempre em alta. Mesmo porque os que tiram proveito dos números, hoje, são os mesmos que poucos meses atrás desqualificavam a idoneidade do mesmo instituto detentor das pesquisas. Mas se referindo ao jornalismo praticado na nossa terrinha, tudo aceitável e tudo dentro da normalidade. Estaremos de olho nas próximas.

E SE TIRÁSSEMOS UMA LETRA DE CADA PALAVRA

Conforme título acima publicado pelo Paraíba1 o ministério perdeu a última letra. Claro que vão dizer que foi apenas um errinho de digitação, mas se nos acostumarmos a aceitar “pequenos” erros hoje, o que será o amanhã? E se cometêssemos 1 errinho em cada palavra? Como ficaria o título? O resultado seria: Ministéri di qu aeroport d Nata fic pront par Cop. E se tivéssemos a liberdade de cometer 1 errinho em cada título de reportagem? Quais seriam os próximos erros que nos permitiríamos cometer? Ficamos a nos perguntar quantas pessoas trabalham no portal Paraiba1 e o que acontece que ninguém notou o erro para fazer o conserto? Será que ninguém de lá lê suas próprias postagens? Com a palavra os chefes de redação e o próprio autor da matéria. Estamos de olho!!!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

SEGREDO A 7 CHAVES

Muito se especula pelas redações da nossa Paraíba. Especulações, simplesmente especulações. Há 6 meses que estamos no ar e tem até quem diga que já temos mais por causa de tanta especulação. Para nós isso tudo é o resultado de dedicação a um objetivo que, infelizmente, vem incomodando uma minoria que vestiu a carapuça de não aceitar os próprios erros e também de não serem fiéis aos desígnios do jornalismo. Fazemos referência aos pseudojornalistas, pseudocomunicadores, pseudoradialistas os quais se transformaram em marionetes da política por eles mesmos acharem que não possuem capacidade de sobreviver de outra forma. Submetem-se a serem claque de políticos e partidos na ânsia de preencherem seus bolsos mesmo que para isso joguem seu caráter e sua personalidade nos mais escuros sepulcros da indecência. E assim sobrevivemos sem aparatos políticos, sem patrocinadores, sem merchandising de ninguém e tão somente com a vontade de discutir e promover uma reflexão a respeito dos tortuosos caminhos da nossa imprensa. Mas o que seria esse segredo a 7 chaves? É que em toda face da terra apenas 7 pessoas possuem o segredo da “coca-cola” do Bucho Furado. E esses mesmos 7, até hoje, deram prova de que um segredo pode ficar muito bem guardado mesmo que esses 7 personagens perambulem pelos mesmos corredores dos que desejam nos escalpelar. O blog Bucho Furado se mantém no anonimato graças a integrantes que não procuram se promover da repercussão do trabalho como muitos fazem ao nosso redor. Vamos continuar assim, sem promover nem denegrir quaisquer pessoas. Muitos enxergam apenas nossas críticas e vedam os olhos para nossos elogios. Muitos se irritam com nossas postagens quando poderiam resolver o problema com uma simples consulta ao nosso Santo Protetor da Gramática: São Francelino. Muitos oferecem resgate por nós como se criminosos fóssemos. Muitos desejariam nos descobrir para ver se estamos no mesmo patamar de sujeira que possuem ou ainda se estamos mais abaixo monetariamente, talvez, na tentativa de se mostrar mais poderosos. Em que não sabemos. E assim vamos sobrevivendo sem nenhum arranhão. Os que nos detestam esquecem que “suas piscinas estão cheias de ratos e suas idéias não correspondem aos fatos”, parafraseando Cazuza. E nós do BF continuaremos de olho por uma escrita correta, por uma informação que veja todos os lados e não apenas dois, ou mesmo um. Por um diploma de Jornalista, por um diploma de Radialista, pela queda dos cursos escamoteados nos fins de semana para enganar possíveis futuros profissionais, pela excreção de pelo menos parte da infecção ética e moral que se instala nos nossos meios. Nós do blog Bucho Furado continuaremos de olho, mesmo sem perder a graça.

terça-feira, 5 de julho de 2011

CADÊ A PARAÍBA? CADÊ O NORDESTE?

Depois de fazermos uma boa audição nas programações das emissoras que se propõem a veicular uma linha batizada como classe “A” ou “adulta”, em João Pessoa, resolvemos fazer algumas indagações. O que os programadores das rádios Tabajara FM, Cabo Branco e Tambaú pensam a respeito das linhas que adotaram? Traduzindo em formas musicais, qual o motivo de não tocarem Luíz Gonzaga, João do Vale, Dominguinhos, Marinês, Jackson, Zé Ramalho, Elba, Chico Cézar, Pinto, Geraldo Azevedo, Santana, Cátia de França? Será que o forró só serve pra tocar no mês de junho? E as outras composições que estes mesmos cantores possuem fora do estilo citado? Que tal fazerem uma visita às produções do saudoso Radegundes e sua turma do trombone? Será que o bom do nordeste está somente na Bahia e Alagoas (Caetano, Gil e Djavan), entre tantos? Excetuando-se a Tabajara, as outras duas não tocam praticamente nada do nordeste e muito menos do nosso estado. A Tambaú FM toca o tema da novela Cordel Encantado com Gil, mas não veicula o resto da trilha sonora com Alceu, Zé Ramalho, Maria Betânica cantando João do Vale, Gonzagão. Será que as pessoas de maior poder aquisitivo desprezam esses autores, compositores e cantadores que relatamos? Tem momentos que dá até pra pensar que a Tabajara quer concorrer com as mais comerciais; inconcebível para uma emissora estatal que, teoricamente, não precisa ter lucros exorbitantes como as demais. A Cabo Branco após a reformulação da Tambaú, resolveu renovar seu estoque mofado de músicas cansadas e melhorou um pouco, mas ainda deve muito às produções estaduais e regionais. Será que no dia que descobrirem que Cassiano autor de A Lua e Eu, Coleção, Primavera (com Tim Maia), é paraibano vão desprezá-lo e deixar de veicular suas músicas? Estamos de ouvidos ligados!

CONEXÕES DE SEGUNDA

Mais uma vez parabenizamos o Conexão Arapuan desta segunda que, ao que nos parece, está procurando provocar debates de interesse mais popular que de interesse particular e político. Foi o caso de ontem com o debate a respeito das recentes mudanças no Código Penal Brasileiro as quais estão provocando um desconforto em toda sociedade. Enquanto o Conexão Arapuan, apresentado pelo nosso colega Luís Cabelodetoldo Tôrres dava um exemplo de bom jornalismo, o “concorrente” Conexão Alex Master, apresentado por Alex Alex Filho parecia mais um retorno ao programa eleitoral do ano passado com o nosso governador falando com grande propriedade linguística, como é natural, sobre obras, contratos, conchavos, e tudo mais "avos". Mais proveitoso para a população o debate do Conexão Arapuan mostrando que existem outras possibilidades de discussões além da política na nossa pobre Paraíba. E só pra não passar em branco registramos a assumida carequinha do metroapresentador Alex Filho que decidiu pentear os cabelos para trás mostrando definitivamente suas entradinhas laterais que todo mundo já sabia(foto abaixo). Estamos de olho!