segunda-feira, 22 de setembro de 2014

DURANTE O BREAK

Sem comentários. Nem mesmo do gaiato de plantão. São Francelino nos salve, ou seja, salve quem digitou no telão acima. Estamos de olho!!!

Um comentário:

Janaine Aires disse...

O objetivo da postagem não é "denunciar" o erro de português da produção, mas ridicularizar a profissional. Vejo como desrespeitosa, a adoção de um quesito secundário e que em nada afeta o seu desempenho como jornalista como mote de crítica. Patrícia acaba de retornar da sua licença maternidade e mesmo se não estivesse nessa condição, o aumento de peso não pode figurar como motivo para sua ridicularização.

É desnecessário expor a profissional dessa forma. Qual objetivo se atinge gastando energia na produção de uma postagem como essa?

Acrescenta-se a isso o fato de que Patrícia frequentemente colabora com espaços de reflexão e aprimoramento do jornalismo e tem uma postura profissional competente.

Com esta postagem, o blog fortalece esteriótipos e segue na contramão do que poderia ser um espaço de exercício crítico do jornalismo paraibano. O quesito não altera em nada as habilidades e a competência de Patrícia como jornalista, e não deveria também figurar como motivo para crítica ou ridicularização de qualquer profissional dessa ou de outra área.

Está mais do que na hora de superarmos essa perspectiva torpe de telejornalismo em que deve se estar dentro do que se concebe como padrão de beleza. Solidariedade à profissional e espero que a equipe do Bucho Furado reflita sobre o assunto. Um verdadeiro exercício crítico do jornalismo só possível com a superação de preconceitos e estereótipos.