quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

NA DÚVIDA NÃO ULTRAPASSE NEM ESCREVA

Uma frase escrita em muitas placas de sinalização e que serve para muitas situações da vida é: na dúvida não ultrapasse. É assim que sentimos as digitações de muitos colegas nossos, redações afora. Como pra ser Jornalista, na nossa sofrida terrinha, só é necessário escrever meia dúzia de linhas, a escrita correta vai ficando cada vez mais à margem. Uma das regras mais conhecidas quando ao uso do acento grave, para crasear a junção do "a" artigo com o "a" preposição, é que antes de nomes próprios não se usa a crase. Salvo algumas exceções que não cabem nos exemplos capturados por nós. Mas dentre as almas perdidas do purgatório gramatical, uma do portal Mais PB cuidou logo de mudar o título movida, claro, por aqueles diabinhos que ficam infernizando nossas cabeças quando ficamos em dúvida. E para sermos corretos e honestos com nossos colegas do referido portal, reproduzimos abaixo a devida correção que fizeram minutos depois da publicação, mas que para nossa sorte, havia um bisbilhoteiro do Bucho Furado de plantão. Estamos de olho!!!

2 comentários:

Anônimo disse...

Caros do BF,

A análise mais atenta mostra que no caso da última oração "Presidenta Dilma vem à Paraíba no dia..." a crase está correta, já que "Paraíba" é um nome próprio que admite artigo, logo aplicável à crase. Compare-se com "Presidenta Dilma voltará da Paraíba no dia..." (presença da preposição e do artigo).

Nossa imprensa erra tanto que até quando acerta agente desconfia...

Os leitores do BF estão de olho!

Anônimo disse...

Vocês criticam, mas não têm muito preparo. Neste caso, cabe o acento grave tanto em "à [revista] IstoÉ" quanto em "à Paraíba". E minha crítica não tem nada de pessoal, pois nunca fui citado por vocês e também concordo que a imprensa local é despreparada. O problema é que acho, com todo o respeito, que vocês também são.