quarta-feira, 10 de outubro de 2012

COM O FUNDAMENTAL, QUALQUER UM FAZ

Esses últimos dias serviram para revelar o quanto nossos comentaristas políticos, com raríssimas exceções, falam muito e dizem quase nada. É muita gente especulando na tentativa de, dias a frente, dizer aquela pobre frase: eu já tinha dito isso antes. É uma pobreza de vocabulário e de personalidade que nem dá pra dimensionar. Pra exemplificar melhor o que queremos dizer, convocamos o gaiato de plantão do Bucho Furado para fazer uma análise das eleições na Paraíba e ele nos enviou o texto que transcrevemos abaixo.

O que vimos em todo estado foi um pleito eleitoral com certa tranquilidade. Aqui em João Pessoa a população escolheu entre as forças que atuaram contra as determinações do governo do estado. Luciano Cartaxo se consolidou no primeiro lugar que já vinha se mostrando nas pesquisas e a segunda vaga demonstrou a disputa entre a força do governador Ricardo que apoiava Estelizabel contra a força de um ex-prefeito; o senador Cícero Lucena. Apesar da campanha da candidata do PSB ter explorado os processos que recaem sobre o senador Cícero, ainda assim não foi suficiente para ultrapassá-lo na disputa eleitoral.
Passada a euforia do final da votação, agora é hora de contabilizar os vencedores à Câmara Municipal e os possíveis apoios tanto do lado de Cartaxo quanto do lado de Cícero. A grande incógnita está exatamente em se descobrir quem Estelizabel e Maranhão vão apoiar. Tendo em vista os posicionamentos de Estela e o PSB, eu acho que é bem provável que haja um distanciamento e um silêncio em relação ao segundo turno. Quanto a Maranhão, convém lembrar que o senador Cícero esteve ao lado dele na campanha para governador, mesmo contrariando seu partido PSDB. Todos se perguntam se Maranhão vai retribuir esse apoio de 2010? Não podemos esquecer que nesse meio entre PMDB e Cícero há uma aliança nacional entre o PMDB e o PT. Aqui em João Pessoa Cartaxo já foi vice de Maranhão e em 2010 o próprio Maranhão teve Rodrigo Soares do PT compondo sua chapa pra governador. Como na política a dinâmica supera nossos mais rígidos raciocínios é de se esperar que a balança do PMDB possa pender para qualquer lado no segundo turno. Falta saber se José Maranhão vai seguir uma determinação que pode ou não vir de Brasília. Será que Maranhão vai retribuir o apoio de Cícero em 2010? Pode Maranhão ficar conhecido como desleal para com Cícero?

Assinado: Gaiato de plantão do Bucho Furado
Nos próximos dias comentaremos a política paraibana com mais dúvidas e sem concretizar raciocínios assim como fazem nossos colegas, nada experts em politica, que ficam nos microfones apenas falando o óbvio subestimando a mente dos ouvintes e telespectadores paraibanos. O óbvio qualquer um com ensino fundamental faz. Estamos de olho!!!

3 comentários:

Anônimo disse...

Não é icógnita e sim incógnita. O óbvio não é questão de instrução e sim de conveniência$. Assim, ninguém se compromete e corre o risco de perder a boquinha.

Equipe do BF disse...

Já devidamente corrigido; incógnita e não 'icógnita'. Valeu.

Julianus Vital do Rego disse...

Decifrar o óbvio para o povo incauto. Tarefa nobre dos jornalistas e alguns radialistas. Uns conseguem sintetizar e deixar bem claro suas ideias, como o gaiato de plantão bem escreveu. É apenas aquilo mesmo... Outros, falam apenas mais do mesmo. Convido os caros leitores do BF a acessarem este link e descobrir várias formas de se dizer a mesma coisa. Trata-se de um pequeno texto que vai de um rebuscado tratado científico à linguagem popular, onde, constata-se o óbvio, o simples. Resumo do samba: Não é necessária a prolixidade para se dizer algo de já se sabe. Aqui o link: http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/jokes/simpl-texto.html