sexta-feira, 9 de março de 2012

NADA DE NOVO REVIRANDO O BAÚ

Ao assistirmos certos pgramas de tv de João Pessoa dá até pra ter pena de alguns que se acham inventores de alguma fórmula ou de algum “jeito novo” de fazer televisão. Após uma breve pesquisa trazemos ao nosso leitor um momento flashback de programas que começaram, sofreram, sobreviveram na UTI e depois desapareceram do ar por falta de profissionalismo. Não podemos desprezar a época em que apareceram nas tvs locais, momento em que não existiam as facilidades de captação e edição eletrônica de hoje o que reduz, em muito, os custos para produção. Que ninguém se iluda com a máquina das ilusões: a TV. Pra fazer televisão é necessário dinheiro, dinheiro e patrocínio para se manter no ar. De boa vontade e idéias as cadeiras do Departamento de Comunicação da UFPB, do Curso de Jornalismo da Nassau e até do de Propaganda e Marketing do IESP, estão cheias. Vamos ao primeiro momento retrô tv do Bucho Furado. Pena que não encontramos o Super Jota Show; primeiro programa de auditório da nossa capital lá pelos anos 90. Alguém lembra de David França, abaixo, com o seu Display? Para quem não conheceu, esse é paraibano sim senhor. Mais trash impossível.Estamos de olho também no passado.

7 comentários:

Anônimo disse...

Assisti muito!! Ele desistiu da "carreira" e está no México. Pior que esse só Palhaço Pipoquinha. kkkkkkkk

Marcos Cunha disse...

só fazendo uma correção o nome dele não é França e sim Franca. estudei com o mesmo na Federal e ao anônimo ai ninguém nasce sabendo de tudo até os prfissionais globais já fizeram suas Hagadas como Faustão e o Perdidos na Noite por exemplo. O bom de ver coisas antigas é pra ver quanto evoluimos no caso da Tv paraibana pouco se evoluiu infelizmente

Nanda Ribeiro disse...

Graças ao meu Bom Deus esse ai não é da minha época!!!
Meninas...isso quer dizer que vcs vão desenterrar...Toni show e finado Palhaço pipoquinha???
Vou amar ver isso...
Tá na hora de vcs darem uma ''animada'' nesse blog!!!
xauuuu!!!!!!!

Pedro A. disse...

Di di di di di di display!

Pensou em sucesso, penso em David França.

Anônimo disse...

Sabia que o David Franca é sobrinho do ex-prefeito Chico Franca?

Anônimo disse...

Nesse queda de criatividade, sinto muito o impacto causado por maus profissionais ao telejornalismo. Como tenho saudades do início da década de novente. Época em que existiam estrelas do telejornalismo paraibano sem mostrar estrelismo. Hoje, o que reina são um bando de analfabetos, fazendo um feijão com arroz insosso!!! Até a Cabo Branco, que assim como a Rede Globo, quer ser escola de telejornalismo está sendo influenciada por esse lamaçal. Ainda não consigo aceitar JORGE FILHO como repórter de lá: erros de concordância, péssima narração!!! Não curto ele de jeito nenhum!!!, mas o Samuka mexeu muito com a cabeça telejornalística de alguns diretores!!!!

Juliana Mascarenhas disse...

Foi bom recordar esses momentos da história da tv paraibana. Levando em conta as dificuldades de se fazer tv local, o Display era meio brega, ,mas tinha uma proposta boa e fez sucesso com o publico jovem. O David Franca, apesar de ser filhinho de papai politico, tem talento e fala bem ao contrario da maioria dos apresentadores de Jampa. O Samuca ninguem merece aquilo.